top of page

Como fazer a leitura do medidor e calcular seu consumo de energia

Atualizado: 6 de out. de 2022

Se você é um daqueles moradores que está sempre de olho no consumo de energia para economizar e ser mais sustentável, talvez você queira saber como calcular o consumo de energia no medidor.


Neste post, vamos te ensinar a ler o medidor de energia da sua casa e verificar se ele está funcionando corretamente. Vamos explicar, também, as diferenças entre o medidor eletrônico e o eletromecânico, e como calcular o consumo de energia mensal de um aparelho doméstico.


Mas antes é preciso definir o que é um medidor de energia elétrica. Fique com a gente até o final!



O que é um medidor de energia?

O medidor de energia é um aparelho usado para medir o consumo de energia elétrica em uma casa, empresa ou indústria.


Também conhecido como relógio de luz, ele verifica a tensão, potência e a corrente elétrica da rede de energia para calcular o consumo mensal de eletricidade em kWh.


Os medidores podem ser eletromecânicos ou eletrônicos, para redes monofásicas, bifásicas ou trifásicas. Alguns modelos mais novos também possuem display digital.


Segundo a Resolução nº 258 da ANEEL, de 2003, o medidor de energia deve ser instalado na área externa das unidades de consumo para aumentar a eficiência dos processos de leitura, minimizar os casos de faturamento por estimativa e proporcionar maior privacidade ao consumidor.


Tipos de medidor de energia

Existem basicamente dois tipos de medidor de energia: o eletromecânico e o eletrônico. Vamos ensinar como calcular o consumo de energia em cada um deles e abordar as principais diferenças entre os dois aparelhos.


Medidor de energia eletromecânico



O medidor de energia eletromecânico é aquele clássico relógio de luz redondo. O aparelho ainda é muito utilizado em residências e comércios do Brasil e outros países, mas deixou de ser fabricado em território nacional há alguns anos.


O leitor do aparelho pode ser em formato de ponteiros ou dígitos, como mostramos nas fotos acima.


Como funciona:

Esse tipo de medidor funciona por indução eletromagnética. Quando a energia passa pela bobina, gera-se um campo magnético que gira o disco de metal interno e move os ponteiros. Quanto mais forte é o campo magnético, mais voltas o disco realiza, possibilitando a medição de energia.


Como calcular o consumo de energia no medidor:

Para saber quantos kWh de energia você consumiu em certo período, faça a leitura do medidor antes e depois e subtraia os valores.


Por exemplo:

Leitura no dia 01/08: 5.600

Leitura no dia 01/09: 5.780

5.780 - 5.600 = 180 kWh

O consumo durante o mês foi de 180 kWh


Se o leitor for em formato de ponteiros, lembre-se que o primeiro círculo corresponde ao milhar, o segundo à centena, o terceiro à dezena, e o quarto à unidade. Se um ponteiro estiver entre dois números, considere o número menor.


Fonte: Brasil Escola


Vantagens:

Apesar de antigo, esse medidor continua sendo eficaz e é amplamente utilizado em residências e comércios do Brasil e outros países do mundo. Ele também tem uma longa vida útil, superior a 25 anos.


Desvantagens:

Não mede a energia com tanta exatidão quanto os medidores eletrônicos e não permite o acompanhamento do consumo de energia em tempo real.


Medidor de energia eletrônico


Esse é o medidor de energia mais moderno, que afere o consumo de energia digitalmente e é mais eficiente que o modelo eletromecânico.


Como funciona

O medidor de energia eletrônico possui sensores e conversores de sinais de parâmetro, que contabilizam o consumo de energia eletronicamente.


A quantidade de kWh consumida aparece no visor digital e pode, em alguns modelos, ser automaticamente enviada à concessionária, por meio de um sinal de alta frequência.


Como calcular o consumo de energia no medidor:


Se a sua casa ou empresa possui um medidor de energia eletrônico e você quer descobrir a quantidade de kWh consumida em determinado dia, semana, ou mês, é muito fácil.


Basta conferir o número que aparece no visor, antes e depois do período de tempo que se deseja analisar, e subtrair os valores.


Por exemplo:

Leitura no dia 01/08: 3.300

Leitura no dia 01/09: 3.550

3.550 - 3.300 = 250 kWh

O consumo durante o mês foi de 250 kWh


Vantagens:

Possui uma medição mais exata que os medidores de energia eletromecânicos, permite o acesso aos dados de consumo em tempo real, e é mais seguro contra furtos de energia. Além disso, esse modelo permite a leitura remota do consumo de energia por sistema online.


Por conta dessas vantagens, esse modelo substituiu o antigo medidor de energia eletromecânico.


Custo médio:

Dependendo do modelo, o medidor de energia eletrônico pode ser adquirido por R$ 50 a R$ 400. Os medidores inteligentes são mais caros e custam entre R$ 500 e R4 3.500.


Já o serviço de instalação custa, em média, R$ 500.


Saiba como identificar se o medidor está funcionando corretamente

Quer ter certeza que o medidor de energia da sua casa está funcionando corretamente? Para conferir se está tudo certo, desligue o disjuntor ou a chave geral da sua residência e veja se o disco do medidor continua girando.


Se continuar, isso pode significar que seu medidor está com defeito. Nesse caso, solicite uma avaliação da concessionária de energia da sua região para verificar o medidor e trocá-lo, se for necessário.


Outra dica é consultar o consumo de energia em determinado dia na leitura do medidor, anotar e depois comparar com a descrição da fatura de luz.


Verifique também se seu sistema apresenta perdas energéticas. As perdas energéticas acontecem quando o sistema elétrico ou algum equipamento está com problemas técnicos e a eletricidade não é aproveitada 100% na sua casa. Infelizmente, você acaba pagando mais caro por algo que não está usando.


Por isso, faça o teste: tire todos os aparelhos elétricos da sua casa da tomada e veja se o medidor continua trabalhando. Se estiver, chame um eletricista para fazer uma revisão geral das suas instalações. Isso pode significar uma boa economia na sua fatura!


Você sabe o que é kWh?

Como falamos aqui, a medição de energia elétrica é em kWh (kilowatt-hora). Mas o que é um kWh? É uma unidade de medida que indica a quantidade de energia consumida ou produzida por determinado sistema no período de uma hora.


É importante lembrar que 1 kilowatt equivale a 1.000 watts. Assim, um aparelho que consome 1kWh está utilizando 1.000 watts a cada 60 minutos.


Enquanto o kW refere-se à potência de um aparelho, ou seja, sua capacidade de produção de energia, o kWh indica a totalidade de potência utilizada ou produzida em um prazo de uma hora.


Para entender melhor, confira a diferença entre kWh, kW e Watts.


Como calcular o consumo de energia da sua casa

Agora que você já sabe como calcular o consumo de energia no medidor, talvez você queira aprender a contabilizar o consumo de energia específico de um aparelho.


Afinal, isso ajuda a entender quais equipamentos consomem mais eletricidade e precisam ser utilizados com mais moderação, para economizar na conta de luz.


Passo 1: Localize a potência do aparelho, que geralmente vem estampada na embalagem ou no manual do fabricante.


Passo 2: Multiplique a potência em Watts (W) pelo número de horas que você geralmente utiliza o aparelho em um dia, semana ou mês. Exemplo:


Chuveiro com potência de 4.500 W

Uso aproximado por 30 minutos por dia, o que em um mês significa 15 horas de consumo

4.500 x 15 = 67.500 W por mês


Passo 3: Divida o valor por 1.000 para descobrir o kWh. Exemplo:


67.500/1.000 = 67,5 kWh


Passo 4: Multiplique o kWh pelo valor da tarifa em reais. Considerando uma tarifa de R$ 0,70 por kWh, o resultado final seria: 67,5 x 0,70 = R$ 47,25 no mês


Quais são os aparelhos que mais gastam energia?

Isso vai depender do modelo e da potência de cada um dos seus aparelhos eletrônicos. Mas, geralmente, os equipamentos que mais consomem energia em uma casa são:

  • Fogão elétrico

  • Chuveiro elétrico

  • Torneira elétrica

  • Secadora de roupas

  • Forno elétrico

  • Máquina de lavar louça

  • Forno de micro-ondas

  • Ar-condicionado

  • Aspirador de pó

  • Máquina de lavar roupa

  • Ferro de passar roupa

Para economizar na conta de luz, otimize a utilização desses aparelhos, tomando banhos mais rápidos e não tão quentes, lavando muitas roupas de uma só vez, preferindo ventilação natural em dias mais frescos e descongelando alimentos naturalmente fora da geladeira horas antes do preparo da refeição.


Conclusão

Entendeu como calcular o consumo de energia no medidor da sua residência? Agora ficou mais fácil acompanhar seus gastos com eletricidade e utilizar moderadamente os aparelhos que gastam mais energia.


Quer ver o valor da sua conta de luz despencar de verdade? Faça uma assinatura sem custo no plano da Reverde para participação da geração distribuída de energia e receba descontos na sua fatura.


Até a próxima.








bottom of page