top of page

Como economizar energia: 20 melhores dicas

Atualizado: 7 de set. de 2022



Se você pesquisar Como economizar energia no Google, encontrará mais de sete milhões de resultados.

Isso acontece porque o Brasil é o segundo país com a tarifa de energia elétrica mais cara do mundo, segundo um estudo da Agência Internacional de Energia (IEA).

E a preocupação com a redução da conta de luz não se resume ao aspecto financeiro.

O povo brasileiro está cada vez mais preocupado com a questão ambiental, visto que enfrentamos inúmeras crises hídricas e energéticas nos últimos anos – a matriz hídrica ainda é uma das mais importantes no Brasil.

Pensando em economia doméstica e na preservação do meio ambiente, elaboramos um artigo com 20 dicas de como economizar energia.

São dicas práticas, que não exigem investimento e nem alterações na infraestrutura, apenas a mudança de hábitos.

Como economizar energia: 20 dicas práticas

Nada melhor do que atitudes simples, mas efetivas, para economizar energia e reduzir o impacto ambiental.

Pague sua conta de luz em dia

É muito importante evitar o atraso no pagamento de sua conta de luz, pois além de correr o risco de ter o fornecimento de eletricidade interrompido, você vai precisar pagar juros para regularizar a sua situação com a companhia de energia que presta serviço no estado onde você mora.

Aproveite a iluminação natural ao máximo

Uma das maneiras mais sensatas de economizar energia é valorizar a iluminação natural.

Durante a manhã e à tarde, facilite a entrada de luz natural no ambiente, abrindo as cortinas e as janelas, e evitando que móveis bloqueiem a entrada de luz.

Além da sensação de conforto visual, o contato com a luz solar pode aumentar seu bem-estar e influenciar positivamente em sua saúde, pois os raios solares são essenciais para a sintetização da vitamina D.

Outra dica é apostar em espelhos ou móveis espelhados, que ajudam a refletir a luz e, consequentemente, iluminar o ambiente – além de causar sensação que o cômodo é mais amplo.

Escolha cores claras para as paredes

Poucas pessoas param para pensar nisso, mas a escolha das cores também influencia bastante no aspecto de economizar energia.

Quando um ambiente de sua casa tem paredes em cores escuras, você terá a sensação de que o cômodo está mal iluminado, mesmo no período diurno.

Em contrapartida, as cores claras tornam os espaços naturalmente iluminados. Preste atenção também à escolha dos revestimentos e dos móveis.

Lembre-se que um ambiente clean favorece a iluminação natural e promove a sensação de amplitude.

Escolha bem as lâmpadas

A escolha das lâmpadas influencia bastante no aspecto da economia de energia elétrica, pois a iluminação artificial corresponde a 20% do consumo elétrico em uma residência.

Esqueça as lâmpadas incandescentes, pois são as que mais consomem eletricidade.

As fluorescentes são um pouco melhores, mas as lâmpadas de LED são as campeãs quando o assunto é custo-benefício.


Elas representam uma economia de 80% em relação às lâmpadas incandescentes e 30% em relação às lâmpadas fluorescentes e possuem durabilidade impressionante: até 15 anos se for usada por 8 horas ao dia.



Fonte: Canva.com

Economize energia na hora do banho

O chuveiro consome muita energia elétrica, então é fundamental prestar atenção à duração e temperatura da água na hora de tomar banho e sempre evitar banhos longos e muito quentes.

Para economizar energia no chuveiro, considere manter a chave seletora na posição verão sempre que puder, pois é 30% mais econômica do que a posição inverno.

Enquanto estiver se ensaboando ou lavando o cabelo, você pode desligar o chuveiro para diminuir o tempo em que ele ficará ligado. E, se possível, evite tomar banho entre as 18h e 21h, pois esse é o horário de ponta, ou seja, o momento do dia em que a eletricidade é mais cara.

Outra dica importante é manter seu chuveiro com a fiação elétrica em boas condições e sempre usar peças originais quando precisar fazer algum reparo.

Também é recomendado limpar os orifícios pelos quais a água sai regularmente para evitar que o fluxo de água seja interrompido.

Cuidado com a troca de calor na geladeira

Nem todo mundo sabe, mas boa parte da eletricidade consumida pelo seu refrigerador é usada para controlar a entrada de calor em seu interior e manter a temperatura estável, portanto, quanto menos você abrir e fechar a porta da sua geladeira, menos energia será consumida.

Diminua o uso do ferro de passar roupas

Reduzir o uso do ferro elétrico é muito importante para quem deseja economizar energia, pois o aparelho consome bastante eletricidade – além de ser cansativo passar um cesto de roupa limpa, certo?

Algumas ações simples podem fazer a diferença para quem deseja diminuir o uso do ferro de passar de roupas:

  1. Pendure as roupas bem esticadas no varal para evitar que as peças fiquem amassadas e dificultem o processo de passar.

  2. Compre roupas de tecidos sintéticos, pois eles não precisam ser passados a ferro, como as peças em poliéster ou viscose.

  3. Separe todas as roupas que serão passadas antes mesmo de ligar o ferro de passar – nesse processo, selecione as que precisam ser apenas dobradas e guardadas, como meias, por exemplo.

Troque eletrodomésticos antigos por novos

Embora você precise investir uma grande quantia em eletrodomésticos novos, a economia gerada por aparelhos com maior eficiência energética pode chegar a 67% em relação a eletrodomésticos antigos.

Você pode conferir o consumo médio de cada eletrodoméstico pelo site do Procel, que é o Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica. Ah, e quando for comprar os novos eletrodomésticos, fique atento ao selo de eficiência energética da Procel, que varia de A à E, sendo E o menos eficiente.

Cheque a fuga de energia de sua casa

Você já ouviu falar sobre fuga de corrente? Às vezes acontece que mesmo quando você consegue economizar durante o mês, a conta de luz vem com o mesmo valor ou até mais cara do que a do mês anterior.

A causa para este problema pode ser fuga de corrente, que pode acontecer por uma série de motivos, como falhas nas instalações elétricas, problema de isolamento nas fiações, emendas de fios desencapados, mal dimensionados ou com isolamento desgastado pelo tempo.

Outra causa comum é o uso de eletrodomésticos com defeitos. Para identificar se existe algum ponto de fuga de energia em sua casa, é importante contratar um eletricista, que deverá analisar toda o aparato elétrico de sua residência.

Tire os aparelhos eletrônicos da tomada

A maioria das pessoas mantém os eletrodomésticos na tomada mesmo quando não estão usando – quem nunca olhou a hora no display do micro-ondas?

Mas o que parece um hábito inofensivo, pode representar um grande gasto de energia em sua conta de luz, especialmente quando esses eletrodomésticos são a televisão e o micro-ondas.

Portanto, tire todos os aparelhos eletrônicos da tomada quando eles não estiverem em uso – se estiver em dúvida se essa técnica funciona, faça o teste.


Fonte: Canva.com


Invista em um sistema de aquecimento solar

A energia solar pode promover uma economia considerável em sua conta de luz e contribuir para a preservação do meio ambiente. Nesse sentido, quem mora em casa e tem dinheiro, pode investir em um sistema de aquecimento solar.

O sistema de aquecimento solar utiliza o calor dos raios solares para aquecer a água utilizada para tomar banho. Mas fique atento, esse sistema não faz a captação de energia solar, pois são equipamentos distintos.

Instale sensores e temporizadores

Os temporizadores ou sensores de presença fazem com que as lâmpadas sejam acesas ou apagadas automaticamente somente quando alguém estiver ou deixar determinado ambiente.

Outra funcionalidade dos temporizadores é serem usados em alguns eletrodomésticos, que têm seu desligamento programado de acordo com a necessidade do consumidor.

Controle a temperatura interna de sua casa

O verão brasileiro causa temperaturas elevadas, que fazem com que muitas pessoas utilizem ventiladores ou aparelhos de ar-condicionado com bastante frequência. Mas é possível reduzir o uso desses equipamentos elétricos com o isolamento térmico.

Funciona da seguinte forma, sempre que você ligar seu ventilador ou ar-condicionado, isole as entradas de janelas ou portas para isolar o ambiente, diminuir a energia gasta e aumentar o desempenho do equipamento.

Envolva a sua família na economia de energia

Todos os membros da família precisam estar engajados na economia de energia elétrica, portanto, chame todos para conversar, compartilhem ideias e estabeleçam regras que devem ser aplicadas a todos – isso funciona quando você tem filhos crianças ou pré-adolescentes.

Para engajar a criançada, transforme a economia de energia em um desafio a ser conquistado em equipe e com direito a recompensas – como uma noite de pizza, por exemplo?

Pare de dormir com a televisão ligada

Se você costuma assistir filmes e séries na Netflix até cair no sono, experimente usar a função de temporizador do seu aparelho de TV para que ele desligue automaticamente após o horário programado, dessa forma, você para com esse hábito ruim de dormir com a televisão ligada.

Economize ao usar a máquina de lavar ou secar

Um dos maiores erros das pessoas é usar a máquina de lavar com apenas uma pequena quantidade de roupas, pois toda a lavadora tem um consumo mínimo de água por ciclo que mesmo nas máquinas mais econômicas é de cerca de 90 L de água.

Portanto, junte uma maior quantidade de roupa para fazer a lavagem e sempre tome cuidado com o excesso de sabão, pois quando você usa muito sabão em pó ou líquido, pode ser necessário enxaguar as peças novamente.

E não esqueça de limpar o filtro da máquina com frequência, pois isso pode prejudicar o funcionamento do eletrodoméstico e aumentar o consumo de energia elétrica.

Em relação à secadora, recomendamos o uso apenas quando estiver muito frio e não seja possível secar as peças ao ar livre.

Mas fique atento para a variação de peso máximo suportado pela máquina na função secadora, que é sempre menor do que na função lavadora – considerando uma máquina lava e seca.

Preste atenção ao stand-by

Muitas pessoas se enganam e acham que quando um eletrodoméstico está em stand-by, o consumo de energia é nulo.

Pelo contrário, alguns eletrodomésticos e eletroeletrônicos como carregadores de notebook, smartphone, micro-ondas e televisão, quando em modo stand-by, podem aumentar o consumo de energia em até 12% ao fim do mês.

Portanto, tire todos esses equipamentos da tomada quando não estiver usando e evite deixar o celular ou computador carregando enquanto você estiver dormindo, assim, você evita o desperdício de energia.

Confira a borracha de vedação da geladeira

Outro detalhe importante é verificar a borracha de vedação da geladeira periodicamente, pois quando a borracha está gasta, sua capacidade de vedação diminui e a troca de calor na geladeira acontece mais intensamente, fazendo com que o eletrodoméstico consuma ainda mais energia para manter a temperatura interna estável.

Além de verificar a borracha de vedação da geladeira, é importante separar todos os ingredientes que você precisa para fazer a comida antes de abrir a porta do refrigerador, para não a deixar aberta por um longo período.

E nunca guarde alimentos quentes dentro da geladeira, pois o eletrodoméstico precisa fazer muito esforço para equilibrar a temperatura interna, o que resulta, novamente, no aumento do consumo de energia.

Também é importante manter o refrigerador limpo e em bom estado de conservação. Nunca forre as grades traseiras da geladeira para não atrapalhar a circulação de ar.

Por último, quando se ausentar de casa por um período mais longo, durante uma viagem, por exemplo, esvazie a geladeira, limpe e desconecte o eletrodoméstico da tomada.

Evite colocar a geladeira próxima ao fogão ou forno


Analise também a posição da sua geladeira. Nunca a coloque em um local muito fechado, mas em um local ventilado –se a sua cozinha não é um cômodo arejado, considere colocar a geladeira em outro ambiente.

Quando o refrigerador está muito próximo da parede, isso pode causar o superaquecimento do aparelho. Portanto, deixe uma distância mínima de 10 cm ou 15 cm entre a traseira da geladeira e a parede.

Não podemos esquecer de comentar que a geladeira deve ser colocada longe do fogão e forno, pois esses aparelhos emitem muito calor, o que pode prejudicar o funcionamento da sua geladeira e aumentar o consumo de eletricidade.

Invista na Geração Distribuída

Você sabe o que é Geração Distribuída de energia? É usada para se referir à geração de energia elétrica em uma parceria entre a distribuidora de energia que atende a região e micro produtores, incluindo aqueles que produzem energia solar.

Embora seja uma excelente opção para quem mora em casa e possui poder aquisitivo para investir em uma infraestrutura de painéis fotovoltaicos, atualmente existem outras opções.

Como a geração de energia em centrais de grande porte se tornou mais barata, existem soluções de energia que oferecem desconto em conta e ajudam na conservação do meio ambiente.

Algumas empresas instalam os painéis fotovoltaicos em seu telhado e cobram um valor mensal para a utilização, que embora seja elevado, compensa se a sua conta de energia é muito cara.

Outras funcionam melhor para quem não deseja instalar painéis solares ou mora em apartamento, como a Reverde, que o conecta a uma usina produtora de energia limpa que gerará energia solar em seu nome – no Brasil, é proibido comercializar energia solar – e, em contrapartida, oferecerá desconto de até 15% em sua conta de luz, dependendo do plano escolhido.

O risco para o consumidor é limitado a um real, justamente para não intimidar quem deseja se associar a uma cooperativa de energia solar, mas não tem conhecimento técnico sobre o assunto.

Entre em contato com a Reverde para saber mais detalhes sobre a geração de energia solar compartilhada, conheça os planos disponíveis e aprenda como economizar energia de maneira revolucionária.


Fonte: Canva.com


Por que economizar energia elétrica?

Como você pôde observar com as dicas acima, existem inúmeras possibilidades de como economizar energia elétrica e controlar o orçamento familiar sem precisar renunciar à qualidade, segurança e conforto da sua família.

Pois, embora eletricidade seja um custo fixo, a conta pode vir com um valor menor ou maior, dependendo da maneira como a eletricidade é usada.

E saber como economizar energia é fundamental tendo em vista o uso da bandeira vermelha e a aplicação de tarifa de escassez hídrica recentemente elevaram a conta de luz a um dos maiores patamares já vistos.

Só para você ter uma ideia, com a tarifa de escassez hídrica, a taxa cobrada pelo consumo de 100 KWh aumentou para R$14,20.

Vale a pena diminuir os gastos com energia residencial?

E o aumento da conta de luz nesses últimos anos também reflete um problema ambiental que é o da escassez hídrica.

Quando dependemos muito de uma matriz energética, como a energia hídrica, por exemplo, isso pode ser prejudicial, especialmente, porque com a escassez de chuvas, que é um dos efeitos do aquecimento global, o nível dos reservatórios das hidrelétricas diminui e o preço da energia sobe.

Portanto, refletir em como a energia está sendo utilizada inclui reavaliar como os recursos naturais estão sendo consumidos e que eles podem acabar com o mau uso, prejudicando a vida dos seres humanos, fauna e flora.

Qual o horário que gasta menos energia?

Em qualquer horário fora do chamado horário de ponta a energia tem um custo menor. Deste modo, organize-se para realizar as atividades que consomem mais energia elétrica antes das 17h ou após as 21h e economize em sua conta de luz.


O que gasta mais 110 ou 220?

A maioria dos consumidores desconhecem essa informação, mas eletrodomésticos em 110 ou 220V gastam exatamente a mesma quantidade de energia elétrica.

O que diferencia um modelo do outro é a potência elétrica de um equipamento com tensão elétrica em 110 ou 220 V, ou seja, a conversão de energia elétrica no funcionamento do eletrodoméstico ou eletroportátil.

Quais são os aparelhos que consomem mais energia?

Descobrir quais eletrodomésticos consomem mais energia é importante para saber exatamente quais aparelhos você deve usar com atenção e aprender como economizar energia.

Pensando nisso, preparamos uma lista em ordem crescente dos aparelhos que mais consomem eletricidade:

  • Ferro de passar roupa 1000W

  • Máquina de lavar roupa 1000W

  • Aspirador de pó 1000W

  • Ar-condicionado 1000W

  • Micro-ondas 1400W

  • Máquina de lavar louça 1500W

  • Forno elétrico 2000W

  • Secadora de roupas 2000W

  • Torneira elétrica 5500W

  • Chuveiro elétrico 5500W

  • Fogão elétrico 6000W

É importante ressaltar que a potência elétrica do aparelho é um fator importante, mas o tempo que ele é usado é ainda mais relevante, portanto, tente diminuir o tempo de uso.

Em resumo: Como economizar energia no cotidiano

Aprender como economizar energia elétrica, água ou gás natural é importante para qualquer pessoa, independente das condições econômicas, pois implica na consciência ambiental de cada pessoal, afinal, estamos falando de recursos naturais que podem esgotar.

O que mais consome energia em uma residência?

Se você realmente quer economizar em sua conta de energia, é bom diminuir o uso dos aparelhos eletroeletrônicos que mencionamos acima. Além disso, evite deixar aparelhos em modo stand-by, que como já mencionamos anteriormente, é um hábito que impacta na conta de luz.

O que menos consome energia em uma residência?

Alguns aparelhos consomem pouca energia elétrica e eles podem ser usados com um pouco menos de preocupação. São eles:

  1. Lâmpadas de LED – Gasta 30% menos do que as lâmpadas fluorescentes e não produz calor, portanto gasta muito menos energia e ajuda na economia.

  2. Liquidificador – mesmo que você use todos os dias em um mês, por cerca de dez minutos, o consumo será equivalente a 1kW.

  3. Televisão – Esse aparelho consome apenas 0,12kW por hora de uso. Mas é importante ficar atento ao modo Stand-by, pois ainda há o consumo de energia, mesmo que baixo.

  4. Laptop – o computador portátil também gasta pouco, são cerca de 0,09 kW por hora de uso na tomada.


O que desligar para economizar mais energia?

Em primeiro lugar, você deve desligar todos os aparelhos que ficam em modo stand-by para evitar que os aparelhos consomem energia mesmo quando não estão sendo utilizados, apenas por permanecer com aquela luzinha ligada.

Portanto, tire da tomada televisão, carregador de notebook, smartphone ou tablet, aparelho de videogame, relógio digital, entre outros que não sejam essenciais.

Em quais horários a energia fica mais cara?

Saber em quais horários a energia custa mais caro é fundamental para quem quer aprender como economizar energia elétrica. Em primeiro lugar, você precisa entender que o preço da energia elétrica varia de acordo com o horário e que esse horário depende do estado onde você mora.

Fora do horário de ponta é o horário em que a energia é mais barata – é sempre antes das 17h ou após as 21h.

Horário de ponta é aquele em que a energia está mais cara. Segundo a Aneel, se refere a um período de três horas diárias consecutivas, que pode ser das 17 às 20h ou das 18h às 21h, dependendo do estado.

Como é gerada a energia elétrica?

A matriz energética do nosso país é formada por inúmeras fontes de energia. As chamadas fontes de energia limpa são produzidas por meio de matérias-primas renováveis como energia solar, eólica ou hídrica.

Mas temos outras fontes de energia, que não são consideradas renováveis como petróleo e queima de carvão e derivados.

Listamos em ordem decrescente a composição da matriz energética brasileira. As informações são do Balanço Energético Brasileiro de 2021 que tem como ano-base 2020:

Recursos não renováveis (51,6%), sendo:

  • Petróleo e derivados (33,1%)

  • Gás natural (11,8%)

  • Carvão mineral (4,9%)

  • Urânio (1,3%)

  • Outras não renováveis (0,6%)

Fontes renováveis (48,4%), sendo:

  • Biomassa de cana (19,1%)

  • Hidráulica (12,6%)

  • Lenha e Carvão vegetal (8,9%)

  • Outras renováveis (7,7% - dentro deste número, 22,1% é de energia eólica e apenas 4,2% é de energia solar)

Como usar energia solar para deixar a conta de luz mais barata?

A mudança de hábitos é importante para quem deseja saber como economizar energia elétrica, mas não é só isso. Você precisa verificar a instalação elétrica de sua residência, avaliar os eletrodomésticos utilizados e mais. Preparamos uma lista de referência:

  1. Cheque por completo a instalação elétrica e averigue problemas;

  2. Antes de escolher seus eletrodomésticos, analise o selo Procel do Inmetro;

  3. Certifique-se que os eletrodomésticos sejam compatíveis com o seu uso, especialmente a geladeira e a máquina de lavar e secar roupas;

  4. Leia o manual de instruções e instale equipamentos elétricos corretamente, se necessário, contrate um técnico;

  5. Fique atento à garantia e a assistência técnica oferecida pelo fabricante do seu eletrodoméstico;

  6. Certifique-se que todas as pessoas que manipulam esses eletrodomésticos o façam da maneira correta.


Conclusão

Hoje você aprendeu como economizar energia.

Apresentamos alternativas simples de como economizar energia no cotidiano, reduzir a conta de luz e ainda adotar medidas sustentáveis que beneficiam não apenas a sua família, mas todo o planeta, contribuindo com o bem-estar desta e das futuras gerações.

Se você quiser economizar ainda mais energia elétrica no cotidiano, você pode aderir a uma solução que oferece desconto em sua conta de luz, como a oferecida pela Reverde, entre em contato.


Fonte da imagem principal: Canva.com



Comments


bottom of page