top of page

Energias não renováveis: o que são, tipos e impactos gerados

Atualizado: 7 de set. de 2022


Talvez você não saiba, mas a energia elétrica pode ser proveniente de diversas fontes, tanto que podemos dividir em dois grupos: energias não renováveis e energias renováveis.

Apenas pelos nomes você deve saber que as fontes de energia renováveis são melhores para o meio ambiente, mas você sabe o que são, quais são os tipos e os impactos gerados pelas energias não renováveis? Se sua resposta foi não, continue a leitura e aprenda mais sobre o assunto!

O que são energias não renováveis?

São fontes de energia não renováveis aquelas produzidas pelos recursos naturais considerados esgotáveis, ou seja, provenientes de fontes que um dia acabarão, mesmo que demorem décadas ou séculos.

Geralmente, as fontes de energia não renováveis são vistas como alternativas negativas pois causam impacto ambiental, emitem poluentes na atmosfera, causam desmatamento, problemas de saúde pulmonar e cardiovascular na população etc.

Principais fontes não renováveis de energia

A matriz energética brasileira é majoritariamente composta por fontes de energia não renováveis. Todas são consideradas poluentes, em menor ou maior escala. Conheça as principais abaixo:

Energia fóssil: A energia fóssil tem esse nome porque provém da queima de combustíveis fósseis, formados a partir da decomposição de organismos mortos e soterrados. A combustão de combustíveis fósseis para gerar energia elétrica ocorre em usinas termelétricas. Esse tipo de fonte energética é altamente poluente e prejudicial ao meio ambiente.

Carvão mineral: essa é a segunda fonte de energia mais usada para gerar energia elétrica no mundo. É considerada uma fonte não renovável, pois este material é um recurso natural muito escasso no Brasil, temos apenas 0,1% da reserva mundial.


Petróleo: essa é uma das fontes de energia mais utilizadas não apenas como fonte de energia elétrica, mas também como elemento principal na produção de combustíveis como gasolina, querosene e diesel, assim como solventes, material para a fabricação de plástico e asfalto. Mas o uso do petróleo como fonte de energia é muito criticado, pois essa fonte de energia libera um grande volume de poluentes na camada de ozônio. Além disso, segundo estimativas de especialistas, o petróleo deve esgotar nas próximas décadas.

Gás natural: esse é um recurso muito presente no cotidiano das pessoas, pois o gás natural pode ser usado para aquecer o ambiente, esquentar a água ou até para cozinhar.

Energia nuclear: a energia nuclear é gerada em um processo denominado fissão nuclear de elementos radioativos como o urânio. Quando ocorre a fissão dos átomos de urânio é gerada muita energia que serve como fonte de eletricidade, entre outras.

Xisto betuminoso: este é um recurso natural fóssil que é encontrado em áreas de rochas sedimentares. O Brasil detém uma das maiores reservas de xisto betuminoso no mundo, sendo uma fonte de energia pouco eficiente e com impactos ambientais intensos.


Impactos causados pela utilização de energias não renováveis

O uso de energias não renováveis pode causar diversos impactos negativos não apenas na natureza, mas na saúde dos seres humanos. A começar por problemas respiratórios causados pelos poluentes atmosféricos derivados da queima dessas fontes de energia, sendo os mais prejudiciais o monóxido de carbono e dióxido de carbono.

Além da liberação de CO2 na atmosfera, essas fontes de energia também liberam óxido de nitrogênio e dióxido de enxofre, que resultam em um fenômeno conhecido como chuva ácida.

Esses poluentes também intensificam o efeito estufa e aceleram o processo de aquecimento global.

E não para por aí. O uso de energias não renováveis geram poluentes primários e secundários, que são formados a partir dos primeiros, e podem causar impactos na natureza e problemas respiratórios e cardiovasculares.

Já existem inúmeras iniciativas para diminuir ou mesmo interromper o uso das fontes de energia não renováveis como geradoras de eletricidade e substituí-las por fontes de energia renováveis.

Nessas conferências ambientais, já foram propostos inúmeros acordos entre os líderes mundiais como o Protocolo de Kyoto e o Acordo de Paris.

O que são energias renováveis?

São chamadas de energias renováveis as fontes produzidas a partir de recursos naturais que podem ser considerados como inesgotáveis, como a energia hídrica, energia eólica e a energia solar.

As fontes de energias renováveis são igualmente boas e apresentam como diferencial o menor impacto ambiental, ou seja, diferente das energias não renováveis, essas fontes não contribuem para o aquecimento global.


Fonte: Canva.com

Quais são os tipos de energias renováveis?

Assim como as energias não renováveis, existem vários tipos de energias renováveis na Terra, que também são chamadas de energias limpas por não serem poluentes para o meio ambiente. Conheça as principais fontes de energia renováveis e entenda como funciona cada uma delas:

Energia Solar: é produzida quando há o contato dos raios solares com os painéis fotovoltaicos que são capazes de transformar a luz solar em uma fonte de energia renovável, sustentável e limpa.

Nesses últimos anos, a energia solar vem sendo cada vez mais produzida no mundo, pois além de ser uma fonte não poluente, pode ser mais barata do que a energia gerada a partir de combustíveis fósseis.

Energia eólica: é gerada pelo movimento proporcionado pelo vento nas hélices que com o movimento acionam um gerador que transforma a força dos ventos em energia elétrica. Geralmente, as hélices usadas para produzir energia eólica são posicionadas em pontos mais elevados nas cidades, onde venta com mais intensidade.

Energia hídrica: a energia produzida em hidrelétricas representa um dos modais elétricos mais comuns no Brasil. Nas hidrelétricas, um grande volume de água entra em contato com as hélices de grandes turbinas e acionam um gerador, que transforma a força da água em energia elétrica.

Energia Maremotriz: é chamada assim porque é produzida a partir da força da água na fase de maré alta. Mas mesmo quando a maré está mais baixa, é possível gerar energia elétrica a partir da força das marés.

Energia geotérmica: essa fonte de energia é gerada pelo calor que provém do interior do planeta Terra. Só é possível produzir energia geotérmica porque existem centrais geotérmicas que são construídas em pontos do planeta em que são liberados vapor ou água quente. Os reservatórios dessas centrais alimentam os geradores das turbinas que produzem a eletricidade.

Biomassa: também chamada de bioenergia, é gerada a partir da queima da madeira/ lenha ou resíduos biodegradáveis, tais como resíduos agrícolas, resíduos florestais, bagaço de cana-de-açúcar, entre outros.

Segundo a Associação Brasileira de Energia Fotovoltaica (ABSOLAR), entre as fontes de energia renovável, a mais utilizada no Brasil é a energia hídrica, no entanto a energia solar, eólica e bioenergia vêm ganhando bastante popularidade entre os consumidores.

Considerando APENAS as fontes de energia renováveis, a matriz energética brasileira é composta por energia hidrelétrica (57.3%), energia eólica (11.2%), biomassa (8.3%) e energia solar (2.6%).

Por que a energia solar tem tanto potencial no Brasil?

Embora a energia solar represente apenas uma pequena porcentagem da matriz energética brasileira, a verdade é que a energia solar é uma das fontes de energia mais promissoras não apenas aqui no Brasil, como em todo mundo.

Pelo menos, é isso que indica uma pesquisa da Agência Internacional de Energia (IEA), a energia solar será uma das principais matrizes energéticas produzidas a nível global até o ano de 2035.

E a Reverde já está contribuindo ativamente para que a energia solar atinja todo o seu potencial aqui no Brasil, temos uma fazenda solar e firmamos parceria com cooperativas e usinas produtoras de energia verde não apenas no estado do Rio de Janeiro, como em Minas Gerais.

O objetivo é ampliar ainda mais a área de atuação da Reverde para que as pessoas passem a usar a energia solar no cotidiano por meio da geração de energia distribuída.

E você também pode fazer parte deste movimento de mudança. Para impulsionar a geração distribuída de energia, você deve aderir a um dos planos da Reverde: Go, Basic ou Max. Produziremos energia solar, injetamos na rede de distribuição de energia que atende o seu estado e, em contrapartida, você recebe um desconto de até 15% em sua conta de luz.



Fonte: Canva.com


Como as fontes de energia renováveis podem ser uma alternativa?

Inúmeras vantagens podem ser associadas ao uso de fontes de energia renováveis e elas estão relacionadas a fatores ambientais, econômicos e sociais. Vamos explicar cada um desses pontos.

Em primeiro lugar, assim como mencionamos anteriormente, as fontes de energia renováveis são melhores para o meio ambiente pois não intensificam o impacto ambiental, ou seja, não liberam poluentes e não geram áreas de desmatamento, deste modo, é possível diminuir a emissão de gases causadores do efeito estufa e reduzir a pegada de carbono.

Segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), quando um país utiliza fontes de energia limpa e equipamentos elétricos mais eficientes, é possível reduzir em até 1,25 bilhão de toneladas de gás carbônicos lançadas a cada ano na atmosfera terrestre.

Em relação ao aspecto econômico, o uso de energias renováveis na produção de eletricidade tem um custo muito mais baixo do que a eletricidade gerada a partir de fontes não renováveis e a energia limpa pode ser vendida para outros países que não têm capacidade de produzirem sua própria energia verde.

Já os aspectos sociais envolvem não apenas a diversificação da oferta de energia, como a decorrente capacidade de fomentar novos negócios e, desse modo, gerar novos empregos.

Quais são os cinco pontos positivos de usar energia renovável?

Existem cinco pontos positivos de usar energia renovável em vez de energia não renovável. Mencionamos os aspectos principais na seção anterior e vamos detalhar cada um deles abaixo:

  1. Desenvolvimento socioeconômico sustentável: quando são usadas fontes de energia renováveis, ocorre um melhor aproveitamento dos recursos naturais. Além disso, é estabelecido um ciclo sustentável, em que a residência, comércio e indústria consomem energia estimulando a economia, sem que para isso precise prejudicar a natureza.

  2. Autonomia de energia para países dependentes de matrizes poluentes: quando os países começam a produzir energia limpa com os recursos mais abundantes em suas respectivas regiões, essas nações conseguem conquistar a independência energética e desenvolvimento econômico.

  3. Fomento ao emprego: o desenvolvimento de projetos sustentáveis leva à formação de empregos e incentiva o crescimento de todas as áreas relacionadas à produção de energia renovável.

  4. Fortalecimento da economia nacional a longo prazo: qualquer iniciativa de energia renovável promove a economia a longo prazo, pois o uso de energia limpa é mais barato, o que favorece indústrias, serviços e o consumo da população como um todo.

  5. Diminuição do impacto ambiental: embora seja o último item em nossa lista, o principal benefício de usar fontes renováveis é, sem dúvida, diminuir o impacto ambiental.


Por que precisamos adotar energias renováveis hoje?

As fontes de energias renováveis, como energia solar, eólica, hídrica, maremotriz e biomassa são excelentes alternativas do ponto de vista ambiental, econômico e social, pois além de serem fontes de energia limpas, são rentáveis e geram empregos.

Além disso, as fontes de energia limpa não são poluentes, logo, não causam impacto ambiental algum e nem problemas de saúde na população, como doenças respiratórias e cardiovasculares.

Se você quer participar ativamente do processo de substituição de energias não renováveis por energias renováveis, sugerimos que você procure a Reverde e comece hoje a fazer um mundo melhor para essa e para as próximas gerações.


Fonte da imagem principal: Canva.com

bottom of page