top of page

Como economizar na conta de luz?

Atualizado: 17 de abr. de 2022

A conta de luz entra na lista de gastos fixos da maioria das famílias brasileiras, entretanto, o valor comprometido pode ser menor ou maior, dependendo da maneira como a eletricidade é usada.

Mas com o aumento nas tarifas aplicadas a conta de luz nos últimos dois anos, especialmente com a tarifa relacionada à escassez hídrica que está sendo aplicada desde setembro de 2021, e com projeção de reajuste em dois dígitos em 2022, a conta de energia elétrica se tornou uma das maiores vilãs do orçamento doméstico.

Como acreditamos que o consumo consciente é fundamental para quem deseja preservar o meio-ambiente e poupar um pouco do salário, preparamos um conteúdo especial com dicas de como economizar na conta de luz.



Iluminação inteligente

Cerca de 20% dos gastos com energia elétrica correspondem à iluminação, portanto é fundamental escolher as lâmpadas com inteligência.

A lâmpada de LED é muito mais econômica do que a fluorescente e a incandescente (essa consome 10 vezes mais energia). Embora seja mais cara, a durabilidade é superior e a economia é sentida a longo prazo.

Uma dica é escolher lâmpadas que possuam voltagem compatível com a da concessionária que fornece energia elétrica em sua região.

Mas o mais importante é evitar acender as luzes durante o dia. Aproveite a luz natural do ambiente para iluminar a sua residência. E dê preferência para cores claras nas paredes, pois elas refletem a luz.

No período da noite, evite acender as lâmpadas desnecessariamente e considere a instalação de sensores de presença em áreas com pouca movimentação.

Eletrodomésticos econômicos

Comprar um eletrodoméstico mais barato, mas menos potente, não é a melhor escolha para quem deseja economizar na conta de luz, pois o consumo de eletricidade será muito maior.

Sempre que precisar de um eletrodoméstico novo, avalie a eficiência energética de acordo com o selo do INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) – sendo E o menos eficiente e A o mais, de acordo com o consumo de quilowatts/ hora. Para eletrodomésticos importados, confira o selo Energy Star.

Ar-condicionado: é vilão?

Embora alguns eletrodomésticos utilizam mais energia do que outros, não acreditamos que existam mocinhos ou vilões da conta de luz, nem mesmo quando falamos do ar-condicionado.

Para deixar a sua casa fresca, sem pagar uma conta de luz absurdamente cara, siga as seguintes recomendações:

  1. Escolha um aparelho de ar-condicionado compatível com as dimensões do ambiente;

  2. Mantenha a porta e as janelas fechadas enquanto usa o ar-condicionado;

  3. Nunca instale o equipamento em uma área exposta ao sol de maneira contínua.

  4. Ajuste a temperatura para 23ºC a 25ºC e evite graduações extremamente baixas, pois quanto maior a necessidade de resfriar o ambiente, maior o consumo de energia.

Aprenda a economizar luz em cada área da casa

Quando o assunto é economia de energia, cada cômodo da casa recebe uma atenção especial:

Cozinha

Você sabia que a geladeira consome cerca de 30% de toda a energia elétrica usada em sua casa? Sendo assim, você precisa ser consciente na maneira como usa a sua geladeira, e não nos referimos a ficar com a porta da geladeira aberta enquanto escolhe o que vai comer – embora esse seja um hábito péssimo.

O primeiro ponto é posicionar sua geladeira em um local ventilado, pois a circulação de ar é fundamental – em hipótese alguma bloqueie a saída de ar da sua geladeira.

Mas nunca coloque a geladeira perto do fogão, pois a diferença entre as temperaturas faz com que ambos os eletrodomésticos trabalhem mais.

Também é importante evitar colocar alimentos muito quentes dentro da geladeira, pois isso exige um esforço maior para refrigerar o alimento.

Falando em temperatura, o termostato deve estar sempre ajustado corretamente e é fundamental verificar se a borracha da geladeira está bem vedada, para evitar o vazamento da refrigeração para o ambiente externo.

Caso você precise se ausentar de sua casa por um tempo, é fundamental esvaziar a geladeira e mantê-la desligada.

Banheiro

O chuveiro elétrico também consome muita energia, sendo o aquecimento de água responsável por uma fatia de 20% da conta de energia elétrica.

Sendo assim, feche o chuveiro para se ensaboar e evite banhos longos e muito quentes (quando o chuveiro está na posição Verão, o consumo de energia é 30% menor do que na posição Inverno).

Também é importante utilizar as resistências originais do seu chuveiro, mesmo que sejam mais caras, além de manter a saída de água do chuveiro sempre limpa e higienizada.

Área de serviço

Quando for usar a máquina de lavar, o ideal é utilizar a capacidade total. Alguns modelos oferecem a possibilidade de usar água quente na lavagem – isso não é necessário na maioria dos casos, e o gasto de energia é muito maior, então desaconselhamos o uso deste recurso.

Também é importante evitar o excesso de sabão em pó ou líquido, pois pode ser necessário enxaguar as roupas novamente. Outra dica legal é limpar o filtro da máquina com regularidade.

Quem possui uma secadora ou uma lava e seca também deve utilizar a máquina com a capacidade máxima, mas apenas em situações em que não é possível secar as peças ao ar livre.

Como o uso do ferro de passar roupa compromete cerca de 7% da conta de energia elétrica, é ideal acumular uma maior quantidade de roupas para passar todas as peças de uma vez e sempre ajustar a temperatura de acordo com o tecido da peça.

Como usar energia solar para economizar na conta de luz?

Uma das melhores maneiras de economizar energia elétrica é apostando em fontes de energia renováveis, como a energia solar, especialmente para nós brasileiros, que vivemos em um país tropical com incidência solar diária.

Mas se engana quem pensa que só quem mora em casa e possui recursos para investir na compra e instalação de painéis solares no telhado do imóvel podem se beneficiar da energia solar.

Pelo contrário, quem mora em apartamento pode se beneficiar da energia limpa e renovável produzida a partir dos raios solares, basta fazer parte da Reverde.

Não é necessário realizar obras ou instalar placas de energia solar, a adesão é online e você recebe descontos na conta de luz.

Ao aderir ao movimento Reverde, você passa a fazer parte de uma cooperativa que produz energia limpa e mais barata do que a cobrada pela empresa que fornece eletricidade para a sua casa ou apartamento.

Parte da energia solar produzida passa a ser creditada em seu nome junto à distribuidora e esse crédito gera um desconto de até 20% em sua conta de eletricidade. Ou seja, além de ajudar a preservar o meio ambiente, você passa a pagar uma conta de luz mais barata. Entre em contato e faça parte do #MovimentoReverde

A parceria de consumidores residenciais com produtores de energia renovável é estimulada pela Lei Federal 14.300 de seis de janeiro de 2022.

É verdade que aparelhos em stand-by consomem energia?

Mesmo que estejam aparentemente desligados, os eletrodomésticos em stand-by continuam consumindo energia, pois estão em modo de espera. Nesse sentido, quando for dormir, recomendamos que você tire todos os aparelhos não essenciais da tomada.

É verdade que em alguns horários a energia elétrica é mais barata?

Sim, é verdade que em alguns horários a energia elétrica é mais barata:

  • Horário de ponta é quando a energia está mais cara. Consiste em um período de três horas diárias consecutivas, de acordo com a Aneel. Pode ser das 17 às 20h ou das 18 às 21h, dependendo do estado.

  • Horário fora de ponta: É o horário em que a energia elétrica é mais barata, geralmente no período da manhã ou tarde.

O que é tarifa social? Quem tem direito ao desconto na energia elétrica?

A Tarifa Social de Energia Elétrica é uma iniciativa do Governo Federal que consiste na redução do valor pago na conta de luz pelas famílias de baixa renda que fazem parte do programa. Os descontos variam de 10% a 100%, dependendo do consumo mensal.

Algumas pessoas têm direito ao benefício:

  • Idosos a partir de 65 anos;

  • Pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social;

  • Famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais com renda familiar igual ou menor a meio salário-mínimo;

  • Famílias inscritas no Cadastro Único com renda familiar igual ou inferior a três salários-mínimos, quando um dos membros possui doença ou deficiência que demande o uso aparelhos que consomem energia elétrica.

Qual o impacto ambiental de economizar energia elétrica?

Economizar energia elétrica não impacta apenas no seu bolso, como também influencia na preservação do planeta, especialmente quando consideramos que grande parte da energia produzida no país vem de hidrelétricas, que são diretamente afetadas pela escassez de chuvas.


bottom of page